Um novo conceito em ventilação de ambientes para criação animal
O exaustor Avifan 57” consegue entregar uma alta vazão de ar com um baixo consumo energético é o exaustor com maior eficiência energética do mercado nacional
Postado em 21 de maio de 2021
Compartilhar
A- A A+

A produção de animais para fornecimento de carne, leite e ovos compreende um conjunto de processos interligados que atuam como uma rede complexa de fatores, características e necessidades peculiares para cada espécie.

Pesquisas na área de conforto ambiental na produção de proteína animal tem sido um fator de grande peso no progresso das atividades de avicultura, suinocultura e pecuária leiteira, potencializando resultados previstos pelas áreas de genética, nutrição e sanidade, permitindo que a produção destes animais alcance resultados excepcionais.

 

Bem-estar animal

Os animais atingem um ótimo nível de produtividade quando são mantidos em ambiente termoneutro no qual a energia do alimento não é desviada para compensar desvios térmicos em relação ao intervalo de termoneutralidade para eliminar ou manter seu calor.

A produção agropecuária em países de clima tropical e subtropical é afetada pelos elevados valores de temperatura, os quais interferem negativamente na produção de proteína animal, principalmente quando os animais se encontram em fase final de criação. Quando expostos a condições de estresse térmico por elevadas temperaturas, ocorre a diminuição no consumo de ração e, consequentemente, redução no ganho de peso e pior conversão alimentar.

A ventilação é um dos fatores mais importantes na ambientação dos animais, sendo capaz de condicionar em boa parte o êxito da produção. Ao introduzir no ambiente de criação ar fresco externo, o sistema de ventilação se torna um fator essencial na produção animal pelas seguintes razões:

  • Redução da umidade produzida pelas aves, tanto no processo de respiração quanto na eliminação das excretas; redução da umidade presente na cama, advinda das excretas, bebedouros, sistema de nebulização, e outros;
  • Controle da temperatura ambiental, tanto em épocas de calor como nas frias pois regula termicamente o ambiente ao retirar o calor produzido pelos animais, equipamentos e provindos da carga térmica introduzida no galpão pela radiação solar;
  • Renovação do oxigênio ambiental consumido pela respiração das aves e  eliminação de gases como amônia e gás carbônico, oriundos da fermentação orgânica das camas e dejetos dos animais.

No que diz respeito à troca de gases poluentes por oxigênio, promovido pelo sistema de ventilação, na suinocultura, além da produção de CO2 no processo de respiração dos animais há também uma grande geração desse gás provinda da digestão anaeróbia dos dejetos dos suínos, sendo que o CO2 representa de 30 a 40% do biogás gerado.

O exaustor Avifan 57” é um ótimo equipamento para o trabalho de ventilação nos ambientes de criação animal.

Com pás das hélices produzidas em polímero de alta resistência e com desenho exclusivo especialmente projetado para diminuição de ruído e aumento da performance, além da existência de dispositivo de melhoramento do direcionamento de ar (spinner central) no centro da hélice, o exaustor Avifan 57” tem um desempenho superior no fluxo aerodinâmico de extração auxiliando em uma melhor extração contribuindo para a homogeneidade de ventilação dentro do galpão, possibilitando os melhores índices de climatização e ambiência.

 

Eficiência energética

Um fator muito importante na escolha de que modelo de exaustor utilizar no sistema de ventilação é a eficiência energética.

Quando falamos em eficiência energética devemos buscar a melhor razão entre vazão e consumo de energia do exaustor. Esta eficiência é comumente descrita em “cfm/Watt”, nomenclatura que descreve a vazão de ar em pés cúbicos por minuto que o exaustor consegue extrair do ambiente de criação com o consumo de apenas 1 Watt.

O exaustor Avifan 57” consegue entregar uma alta vazão de ar com um baixo consumo energético, apresentando altos valores de cfm/Watt, sendo estes valores até mesmo comprovados em laboratório (valores comprovados no Bess Lab), estando ao mesmo nível de competitividade com modelos e marcas consagradas no mercado mundial de produção de proteína animal, permitindo que o exaustor Avifan 57” seja o exaustor com maior eficiência energética do mercado nacional.

Além da novação dos componentes do exaustor Avifan 57” (hélice, venturi, cone e outros) um grande contribuinte para esta alta eficiência energética é o motor elétrico nacional de ótima qualidade, sendo este um motor WEG produzido no Brasil, disponibilizado em configurações de 1,5cv e 2,0cv, motor já há muito testado e aprovado a campo.

 

Ruídos nas instalações

Além do bem-estar físico, o qual se manifesta por meio de um bom estado de saúde, há também que se considerar o bem-estar psicológico do animal, o qual se reflete em seu comportamento, sendo importante assim a ausência de comportamentos anormais.

Nesta questão o ruído se mostra como um importante componente psicológico e pode vir a ser uma fonte potencial de medo em animais prejudicando assim seu bem-estar psicológico.

Os animais têm um espectro diferente de sons audíveis com sensibilidade máxima em frequências que são inaudíveis para os humanos, sendo que barulhos contínuos podem ser incômodos e até prejudiciais para os animais, afetando diretamente o consumo de energia bem como a fisiologia reprodutiva do animal.

Em aves, níveis constantes acima de 80 decibéis (dB) no ambiente de criação ocasionam aumento no nível de corticosterona plasmático, sendo este um indicativo de bem-estar prejudicado, além de ter um impacto na qualidade da carne. Pesquisas mostram que níveis de ruído acima de 80 dB resultam em uma elevação significativa da proporção de heterófilos para linfócitos no organismo de frangos de corte, indicando resposta com aumento de estresse.

No caso de suínos, pesquisas também mostram que estes quando expostos a ruído prolongado ou mesmo intermitente de 90 dB têm suas taxas de cortisol, ACTH, noradrenalina e adrenalina aumentadas afetando diretamente o estado de estresse do animal.

Uma grande preocupação em sistemas de ventilação de ambientes de criação de animais é o ruído produzido pelos sistemas de fechamento e isolamentos dos exaustores (persianas, buterffly, etc), pois quando ocorre o fechamento dos mesmos, comumente ocorrem barulhos de alta intensidade.

O sistema de fechamento e isolamento do exaustor Avifan 57” é fabricado em inox com portas em material composto de polímero e alumínio proporcionando um melhor funcionamento e diminuição de ruídos, além de proporcionar perfeita vedação para luz e ar.

Além disto, devido o desenho único e exclusivo das pás das hélices do exaustor Avifan 57”, os níveis de ruído produzido pelo equipamento, quando em operação, se mostram abaixo dos níveis prejudiciais aos animais, sendo comprovados em vários testes de campo.

 

Segurança no trabalho em ambientes de criação animal

Devemos lembrar que no ambiente de produção animal não encontramos somente os animais ali alojados, há também a presença de pessoas, de trabalhadores que atendem as necessidades dos animais por meio do manejo da granja.

A extração de ar pelos exaustores também se torna benéfica para a saúde dos próprios trabalhadores que atuam na criação dos animais, pois os ambientes confinados de criação animal também podem representar riscos respiratórios à saúde humana devido à presença de poeira e gases nocivos.

Além disto, o exaustor Avifan 57” possui grades de proteção frontal e traseira feitas de material de aço com pintura epóxi com desenho de conformação que atende à norma NR12 do Ministério do Trabalho, permitindo que o trabalhador se aproxime do equipamento em funcionamento sem riscos de sofrer nenhum acidente em membros e corpo.

Estas grades de proteção impedem a aproximação corporal ou até mesmo somente com algum dos membros superiores (braços e mãos), diminuindo o risco de um acidente de trabalho.

Outra característica do exaustor Avifan 57” que proporciona um ambiente de trabalho salubre para o trabalhador quando este necessita fazer alguma manutenção no exaustor, são as características do cone e do venturi, sendo estes produzidos em polímero de alta resistência com proteção UV, sendo cada um deste mais leve e durável  do que cones e venturis convencionais, proporcionando, além de ótima estética ao produto, fácil montagem.

 

Tecnologia e produção nacional

Os melhores índices de produção de proteína animal se encontram hoje nas mãos de empresas integradoras que buscam constantemente o que há de melhor em tecnologia de equipamentos, seja no mercado nacional ou internacional.

Existe hoje uma enorme demanda por exaustores com alta vazão, alta eficiência energética e alta confiabilidade, sendo que as marcas fornecedoras de equipamentos têm costumeiramente se posicionado com produtos importados no que diz respeito aos exaustores.

Pela primeira vez uma empresa fornece um equipamento com fabricação 100% nacional, sendo um equipamento à altura das melhores marcas do mundo na questão de ventilação de espaços de criação animal.

As características que apresentam o exaustor Avifan 57” como o melhor exaustor do mercado nacional são resultados de três anos e meio de pesquisa e desenvolvimento desde a sua concepção “em prancheta”, passando pela produção do mesmo e chegando até o pós venda, fazendo com que a Corti Avioeste se destaque como fornecedora do maior e melhor exaustor, com a melhor eficiência energética e alta tecnologia fabricado em solo brasileiro.

Vídeos
Comentários
Últimos Posts